Pensando heterotopias no contexto pós-colonial: convivialismo, amor e bem-comum (Artigo em periódico)

Resumo: Na busca das heterotopias há, em curso, novas ideias e práticas que apontam para os caminhos a serem seguidos como observamos tanto no Sul-Global como no Norte-Global. Há, assim, uma aproximação entre o debate convivialista e aquele pós-colonial que deve ser ressaltada pois permite fazer a ponte entre as críticas da crise feitas simultaneamente... Continuar Lendo →

Revisitando os fundamentos da modernidade periférica: dádiva, mercado e pacto colonial (Artigo em periódico)

Resumo: As particularidades das modernidades nas atuais sociedades pós-coloniais na América Latina se explicam a partir da análise do caráter paradoxal dos pactos coloniais. Tais paradoxos resultam da variedade de lógicas instituintes do imaginário sócio-histórico da colonização, em particular aquelas da dádiva e do interesse mercantil, que influíram sobre os processos de desenvolvimento periféricos. Diríamos... Continuar Lendo →

De Lévi-Strauss a M.A.U.S.S. – Movimento Antiutilitarista nas Ciências Sociais: Itinerários do dom (Artigo em periódico)

Resumo: Este artigo constitui um balanço provisório dos dez anos de difusão de uma abordagem não-estruturalista sobre o dom, que destaca a liberdade da ação sem negligenciar o valor da obrigação. Assinalamos o período de dez anos pois o ano de 1998 é um marco para alguns eventos que tiveram relevância na difusão de uma... Continuar Lendo →

Ação pública e os desafios de uma cidadania solidária (Artigo em periódico)

Resumo: Neste rtigo, Paulo Henrique Martins apresenta reflexões sobre os desafios para a invenção de uma cidadania solidária que dê conta do paradoxo entre universalidade e singularidade, entre unidade e diversidade, entre totalidade e particularidade guardando, no possível, o tom coloquial de uma conversação que sem perder de vista o cuidado com a dimensão científica... Continuar Lendo →

A dádiva e o terceiro paradigma nas ciências sociais: as contribuições antiutilitaristas de Alain Caillé (Artigo em periódico)

Resumo: A palavra dádiva tem recepção ambivalente nas ciências sociais, no Brasil, na medida em que sugere, numa leitura superficial, um entendimento religioso e gratuito da doação. Mas a dádiva é um sistema teórico relacional que revela a complexidade das relações sociais no passado e no presente. Este reconhecimento levou Alain Caillé a propor a... Continuar Lendo →

O ensaio sobre o dom de Marcel Mauss: um texto pioneiro da crítica decolonial (Artigo em periódico)

Resumo: O objetivo deste artigo é mostrar que Marcel Mauss, em seu Ensaio sobre o dom, publicado em 1924, desenvolve uma reflexão pós-colonial avant la lettre que estrutura toda a sua crítica antiutilitarista do ocidentalismo e que pode esclarecer uma série de aspectos da crítica decolonial, especialmente em suas relações atuais com o pensamento antiutilitarista desenvolvido na Europa.

La crítica anti-utilitarista en el Norte y su importancia para el avance del ensamiento poscolonial en las sociedades del Sur (Artigo em periódico)

Resumo: Nuestra reflexión en este artículo se basa en dos tesis complementarias: una epistemológica y otra epistémica. La epistemológica propone haber una conexión estrecha entre los estudios poscoloniales y descoloniales — que objetivan revalorar las tradiciones, luchas y posibilidades socio-históricas de las sociedades del Sur —, y los estudios anti-utilitaristas que critican el neoliberalismo y... Continuar Lendo →

A sociologia de Marcel Mauss: Dádiva, simbolismo e associação (Artigo em periódico)

Resumo: Marcel Mauss é mais conhecido como antropólogo e etnólogo. Muitos ficam surpreendidos ao saber que ele também tem uma relevante contribuição sociológica, que é comprovada tanto por ter sido um dos principais animadores, juntamente com Durkheim, da revista Année Sociologique, como por ter sido o principal sistematizador da teoria da dádiva, que vem sendo resgatada como... Continuar Lendo →

Um site WordPress.com.

Acima ↑