A cultura política do patriarcalismo (Artigo em periódico)

Resumo:

Por mais justo que seja a tentativa de resgatar a obra de Gilberto Freyre na ampla discussão atual sobre a modernidade brasileira, é impossível se negar o comprometimento deste autor com a estratégia de modernização conservadora, habilmente desenhada nas primeiras décadas republicanas. A partir desta preocupação o autor do artigo procura demonstrar que o modernismo constituiu um movimento que também teve importantes raízes no plano politico, pois ele estava condicionado por uma certa cultura política patriarcal inspirada nos valores hierárquicos e racistas do recém-eliminado sistema escravista. Esta cultura moldava uma estratégia de modernização que recusava colocar na mesa do debate os lemas da emancipação da sociedade civil e da universalidade dos direitos referentes à igualdade e liberdade – que são os fundamentos modernos da cidadania.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Um site WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: